quinta-feira, 26 de março de 2009

Jogos

E de repente tudo à minha frente foi mudando de cor e ficando pouco nítido. Sento-me no chão com a cabeça entre as mãos... ao longe o bater da bola no campo de basket em alcatrão... e mais longe ainda um amontoado de vozes em calções e t-shirt, que se afastam cada vez mais e se tornam pouco nítidas.
Queria não estar ali...
Queria não sentir a cabeça oca...
Queria não ver o mundo através de um filtro de cores falsas...
Queria não ter o Mundo, aquele Mundo em especial, de olhos postos em mim... a salivar enquanto esperam que dê um último suspiro. Para depois simplemente esquecerem mais uma existência.
Queria não ver os olhos de sangue e decepção quando consigo soltar uma lágrima... como uma lágrima de libertação pode ser um punhal!!!
Sinto os passos do afastamento... lá bem longe ainda.
E fica quem fica...
E tudo não passa de um grande jogo!!!

3 comentários:

  1. Crepúsculo dos heróis26 de março de 2009 às 15:22

    realmente a vida não é mais do que uma sementeira de punhaladas Guinevere, e cujo o sangue temos de saber beber gota a gota

    Felizmente ha também algumas coisas boas na vida e até, pasme-se, algumas pessoas

    ResponderEliminar
  2. a vida é também isso... e bastante mais.

    é verdade, é preciso saber lamber as feridas.

    e a mim as coisas boas e as pessoas que valem a pena não me pasmam... nem me indignam. surpreendem-me, fascinam-me...
    Por isso "fica quem fica". ;)

    ResponderEliminar
  3. Pois é Guinevere, tudo isto é um jogo... há sempre um lado que perde e outro lado que ganha...

    ResponderEliminar